Notícias

Cavalgar a onda tecnológica para uma economia mais sustentada

Sessão de continuidade

“A conjuntura económica portuguesa tem de se considerar boa. Sobretudo, comparando com o passado de há poucos anos, que era muito difícil. A economia está a crescer, há uma certa distensão no ambiente económica interno.” 

Todavia, para o Prof. Daniel Bessa, da Faculdade de Economia do Porto, “não é tão bom como às vezes nos querem fazer crer, nomeadamente o discurso governamental, porque quando comparamos com outros países, como estados membros da União Europeia, a taxa de crescimento de Portugal é a 20.ª e ex aequo com a 21.ª, que é a Suécia. Portanto, há 19 que crescem mais e há 7 que crescem menos.”  

Convidado para falar aos Alumni sobre os “Indicadores económicos”, Daniel Bessa respondeu a algumas questões que permitem fazer o enquadramento da situação atual da economia portuguesa.  

“Vivemos um bom momento, que é arrastado pela economia internacional, pelo crescimento da economia internacional, mas este último só chega à economia portuguesa através das exportações. Portanto, as empresas portuguesas têm de estar lá nesses mercados exteriores que estão a crescer, para poderem tirar partido e crescerem também.  Portanto, as empresas estritamente viradas para o mercado interno, nunca tirarão partido desses movimentos.”

Internacionalizar, focar e aproveitar as oportunidades para “cavalgar a onda tecnológica” foram as palavras mais significativas a reter da sua intervenção.