Notícias

Harvard Deusto Business Review publica “El Gobierno de Megaproyectos” da AESE

Investigação AESE

 

Harvard Deusto Business Review publica “El Gobierno de Magaproyectos” da AESE
“El Gobierno de Magaproyectos” (“O Goveno de megaprojetos”) é o título do artigo de Estratégia, recentemente publicado na Harvard Deusto Business Review, pelos Professores da AESE Pedro B. Água, André Vilares Morgado e Adrián Caldart. 
O trabalho de investigação tem em conta que “um dos principais motivos do fracasso de numerosos projetos de grande envergadura são as práticas de governo adotadas ao desenvolvimento deste tipo de empreendimentos.” Por essa razão, o artigo oferece “10 recomendações para robustecer o dito governo, e assim, facilitar o êxito na implementação de megaprojetos.” Os Professores apresentam as suas sugestões tendo em consideração temas chave como dinheiro, poder e iniciativa, que no contexto da configuração institucional dos megaprojectos são aspetos determinantes para a sua viabilidade.  
Os autores utilizam o termo megaprojetos para referir grandes projetos de infraestrutura pública e privada que impactam na vida das comunidades. Segundo os autores: “o conhecimento existente sobre governo corporativo foi desenvolvido, sobretudo, por advogados e economistas, ao passo que a área de conhecimento que versa sobre o governo de projetos começou mais tarde, impulsionada por especialistas na área de gestão e projetos (administradores de projetos e engenheiros) que têm um perfil mais técnico em geral.” A especificidade da gestão de projetos de grande dimensão fica a dever-se em larga medida ao facto de que “nos projetos, distanciamo-nos das estruturas de poder piramidais típicas e aproximamo-nos de um contexto de estrutura matricial, que pode ter uma forma subjacente de «quase-rede» de pessoas.”
O artigo agora publicado reforça a actividade da AESE Business School no campo da criação de conhecimento. Nas palavras do Professor André Morgado “a publicação em revistas internacionais é a melhor forma de credibilizar a investigação que a AESE tem vindo a fazer nas diversas áreas do saber onde a escola está presente”. Segundo o mesmo professor, este investimento é importante, uma vez que “os nossos alunos exigem conhecimento gerado em primeira-mão e que não deixe de aliar a relevância prática com o natural rigor científico”.
Para aceder ao artigo na versão integral, na Harvard Deusto Business Review n. 292,  Setembro 2019, clique aqui.

“El Gobierno de Megaproyectos” (“O Goveno de megaprojetos”) é o título do artigo de Estratégia, recentemente publicado na Harvard Deusto Business Review, pelos Professores da AESE Pedro B. Água, André Vilares Morgado e Adrián Caldart

O trabalho de investigação tem em conta que “um dos principais motivos do fracasso de numerosos projetos de grande envergadura são as práticas de governo adotadas ao desenvolvimento deste tipo de empreendimentos.” Por essa razão, o artigo oferece “10 recomendações para robustecer o dito governo, e assim, facilitar o êxito na implementação de megaprojetos.” Os Professores apresentam as suas sugestões tendo em consideração temas chave como dinheiro, poder e iniciativa, que no contexto da configuração institucional dos megaprojectos são aspetos determinantes para a sua viabilidade.  

Os autores utilizam o termo megaprojetos para referir grandes projetos de infraestrutura pública e privada que impactam na vida das comunidades. Segundo os autores: “o conhecimento existente sobre governo corporativo foi desenvolvido, sobretudo, por advogados e economistas, ao passo que a área de conhecimento que versa sobre o governo de projetos começou mais tarde, impulsionada por especialistas na área de gestão e projetos (administradores de projetos e engenheiros) que têm um perfil mais técnico em geral.” A especificidade da gestão de projetos de grande dimensão fica a dever-se em larga medida ao facto de que “nos projetos, distanciamo-nos das estruturas de poder piramidais típicas e aproximamo-nos de um contexto de estrutura matricial, que pode ter uma forma subjacente de «quase-rede» de pessoas.”

O artigo agora publicado reforça a actividade da AESE Business School no campo da criação de conhecimento. Nas palavras do Professor André Morgado “a publicação em revistas internacionais é a melhor forma de credibilizar a investigação que a AESE tem vindo a fazer nas diversas áreas do saber onde a escola está presente”. Segundo o mesmo professor, este investimento é importante, uma vez que “os nossos alunos exigem conhecimento gerado em primeira-mão e que não deixe de aliar a relevância prática com o natural rigor científico”.

Para aceder ao artigo na versão integral, na Harvard Deusto Business Review n. 292,  Setembro 2019, clique aqui.