Notícias

Mensagem do Director PADE

Pedro Rosa Ferro, Director do Programa

As opiniões sobre a crise económico-financeira que atravessamos podem ser dispostas ao longo de um eixo entre duas posições extremas: numa ponta, a que vê a crise como “acidente”; na outra, a perspectiva da crise como “revelação”. No primeiro caso, tratar-se-ia de mero percalço, do qual regressaríamos sem demasiados sobressaltos ao business as usual. No segundo, esta crise deveria ser aproveitada para procurar novas teorias e novas práticas sobre a sociedade, a economia e a empresa. Julgo que o PADE pode servir como catalisador da segunda perspectiva (expurgada da carga ideológica que a tem contaminado): o PADE pode ajudar a ver com outros olhos o trabalho, o desempenho de cada um e a própria vida, pode constituir uma oportunidade de renovação pessoal. O que sugiro, enfim, é que o PADE pode ser uma “revelação” e não um mero “acidente” na nossa vida profissional.

 

De resto, se há um ano a nossa preocupação maior era a crise internacional, hoje o que nos inquieta principalmente é, de novo, a crise portuguesa: essa ferida antiga, profunda, crónica, estrutural. Para a enfrentar não poderemos – por várias razões – contar muito com o Estado. O futuro de Portugal dependerá da prestação das instituições da sociedade civil e, sobretudo, do que valerem as empresas. Isto é, dependerá de nós: do nosso sentido de responsabilidade, do nosso talento, da nossa energia e ambição e da nossa honradez.

 

Já se disse que as crises são “momentos” de liderança e ocasiões de clarificação estratégica. A promessa do PADE é contribuir para essa mudança: proporcionar instrumentos analíticos que ajudem a escalar os degraus da complexidade dos factores económicos, competitivos, financeiros, humanos e políticos do mundo empresarial; favorecer a reflexão prudencial, a perspectiva internacional, a troca de experiências vitais e o cruzamento de diferentes visões do negócio, num ambiente de alto nível; despertar para horizontes e oportunidades reais de aperfeiçoamento pessoal e organizacional.

 

Gostaria de lhe dar pessoalmente as boas-vindas na abertura do 36º PADE.