Notícias > How to manage your career

How to manage your career

22/03/2021

Margarita Hernández, Country Manager em Portugal na Pedersen & Partners e responsável por Executive Search em várias indústrias, em Angola, foi a convidada da AESE para uma sessão de Career Management, exclusiva para o Executive MBA AESE. Os atuais participantes e os já diplomados usufruiram da oportunidade de conhecer as atuais tendências do mercado, as skills mais valorizadas e os mercados com mais procura de executivos de topo. À margem da sessão realizada a 22 de março, Margarita Hernández respondeu a uma entrevista da AESE.


Atualmente, quais os perfis de dirigentes e executivos mais procurados pelas empresas, a nível nacional e internacional?
Em Portugal, não temos sentido uma mudança muito significativa relativamente aos perfis procurados, quando falamos dos nossos clientes mais habituais. Trabalhamos bastante com empresas no setor industrial, mas também no setor dos serviços profissionais e das tecnologias, financeiro e segurador, retalho, etc. Relativamente às posições, destacamos três: Direção Geral, Diretor Comercial e Diretor de Recursos Humanos.
No entanto, têm surgido também novas oportunidades em funções mais especializadas, relacionadas com novas tecnologias, data e business intelligence; funções onde as competências técnicas são igualmente importantes e críticas, pois são funções com um impacto forte na consecução dos objetivos estratégicos das empresas.
A nível internacional, temos vindo a ver um aumento muito considerável de posições no setor farmacêutico, tanto em empresas internacionais mais tradicionais como novos players que têm surgido na indústria, nas áreas de telemedicina e outras tecnologias para a indústria farmacêutica.


Quais as competências que os líderes devem procurar desenvolver com particular proficiência, tendo em conta as tendências do mercado?
É difícil responder de uma forma geral, não existe uma receita mágica. Cada organização tem as suas particularidades em função da sua cultura de gestão, dos valores, da situação mais ou menos “saudável” do negócio e muitas outras. Mas se aprendemos alguma coisa neste último ano, foi que o futuro é muito mais incerto do que podemos pensar. Por isso, um bom líder tem que desenvolver uma grande capacidade de reação e adaptação, não só em si próprio, mas também ser capaz de embuir esta capacidade em toda a organização. Se tivesse que destacar três competências “novas” nos líderes, a adicionar às mais habituais de visão estratégica, conhecimento do mercado, ou capacidade de desenvolver outros seriam: flexibilidade e capacidade de adaptação, rapidez na tomada de decisões e na sua implementação, e um alto nível de resiliência.


Quais as regras chave de sucesso no planeamento de uma carreira?
Primeiro, temos que nos conhecer bem a nós próprios e ao mercado, ter claro onde queremos chegar, o que procura o mercado e que queremos fazer na nossa vida profissional. Conhecer bem também as nossas capacidades, técnicas e comportamentais. Devemos assim identificar os nossos “gaps”, as nossas áreas de desenvolvimento, e definir o plano para eliminá-los.
É igualmente importante desenvolver uma boa rede de contactos e ativá-la. Não devemos sentir medo em pedir ligações, nem favores. Por norma, todos gostamos de ajudar, hoje pode ser você a pedir, mas amanhã poderá estar a dar!
Saber “vender-nos” é também muito importante, desenvolver a nossa marca e um plano de marketing que ajude a que esta marca seja reconhecida no mercado.
E por último, mas não menos importante, não ter medo de assumir riscos, ir atrás dos nossos sonhos!


O que pensa deste encontro promovido pela AESE destinado aos participantes e Alumni do Executive MBA AESE?
Estes encontros são muito relevantes, são uma iniciativa fantástica. Penso que é muito importante que os executivos possam conhecer melhor o mercado e ajudá-los a refletir quais podem ser os seus próximos passos na carreira. Esta é uma das grandes responsabilidades de um “head-hunter”; poder fazê-lo de forma individual, ou em grupo neste tipo de iniciativas, é para mim não só uma responsabilidade, como uma grande satisfação.


No final da sessão de Career Management, os participantes poderão interrogar remotamente Margarita Hernández sobre as suas dúvidas e aprofundar abordagens facilitadoras da evolução da trajetória profissional.