Programas Sectoriais > Programa de Alta Direção de Instituições de Saúde

Programa de Alta Direção de Instituições de Saúde

«O PADIS procura ser uma plataforma de aprendizagem para Altos Dirigentes do Setor da Saúde onde os aspetos humanos e a atenção a cada pessoa se conjugam com os conceitos organizacionais, financeiros, tecnológicos, potenciando e combinando uma Direção rigorosa com uma visão humanista das Instituições de Saúde.»

José Fonseca Pires

Diretor do PADIS

DIMENSÃO INTERNACIONAL

O programa internacional de três dias na Clinica Universidad de Navarra, uma instituição de referência mundial inserida na estrutura de saúde da Comunidade Autónoma de Navarra, permite que cada participante conheça diferentes culturas institucionais, novas formas de fazer e pensar os pormenores organizacionais, assim como os métodos de gestão inovadores dessa unidade de saúde, a qual prima pela humanização e a qualidade dos serviços que presta.

António Nabais
Centro Hospitalar de Lisboa Central

O PADIS cria o ambiente promotor do desenvolvimento pessoal e profissional, ao integrar no mesmo contexto formativo profissionais de diferentes disciplinas, profissões e instituições, que pelo seu longo percurso profissional, conseguem a partir do Método do Caso, ponderar a melhor tomada de decisão.

António Nabais | Centro Hospitalar de Lisboa Central

Célia Gouveia Rosa
Hospital de Braga

O PADIS é uma riqueza a nível profissional, mas também a nível pessoal, de algum crescimento, de uma forma de estar, de refletir, de pausar e aprender.

Célia Gouveia Rosa | Hospital de Braga

João Pedroso Lima
Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Recomendo calorosamente que os dirigentes da saúde, que lidam com problemas relacionados com a gestão da saúde frequentem o PADIS.

João Pedroso Lima | Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Luís Andrade Moniz
Centro Hospitalar do Médio Ave

Escolhi o PADIS porque é vocacionado para a Alta Direção de Saúde e, ao mesmo tempo, tem uma duração compactada que permite conciliar a dedicação diária à causa e a necessidade de não parar, mas aumentar os meus conhecimentos.

Luís Andrade Moniz | Centro Hospitalar do Médio Ave

Objetivos

Com o PADIS, os participantes vão:

  • Estruturar a experiência e o conhecimento adquiridos ao longo de uma vida intensa de trabalho
  • Incorporar pontos de vista complementares vindos de colegas com outras formações e experiências
  • Potenciar o trabalho em equipas multidisciplinares e melhorar as capacidades de integrar, motivar e dirigir pessoas
  • Ampliar e atualizar conhecimentos sobre a Direção de Instituições de Saúde, numa perspetiva da otimização dos recursos
  • Treinar competências de relacionamento interpessoal e respeito interpares num ambiente de desafios reais complexos
  • Capacitar para assumir novas responsabilidades e novos desafios

Perfil dos participantes

O PADIS destina-se a Altos Dirigentes de Instituições de Saúde (Cuidados Primários, Hospitalares, Cuidados Continuados, Organismos de Tutela, Organismos de Supervisão Técnica, Deontológica e Operacional) dos setores público, privado e social, nomeadamente: Membros dos Conselhos Executivos e dos Conselhos Clínicos dos ACES, Membros do Conselho de Administração dos Hospitais, Diretores de Serviço, Chefes de Serviço ou equiparados.

Estrutura do programa

  • Comportamento humano na organização
  • Sistemas de informação para a saúde
  • Gestão estratégica de operações e excelência no serviço
  • Sistemas de controlo de gestão, economia e finanças
  • Política comercial e marketing
  • Novos conteúdos programáticos de acordo com um trabalho de reavaliação do programa junto dos Alumni PADIS:


-Cuidados de Saúde baseados em valor;
-Economia da Saúde;
-Avaliação de Tecnologias de Saúde;
-Contratualização Pública;
-Contratualização de Cuidados de Saúde Primários;
-Contratualização de Cuidados de Saúde Hospitalares;
-Direito da Saúde.

Método do Caso

Liderar só se aprende… liderando

Ao colocar os participantes em face de conflitos empresariais verídicos, os dirigentes são chamados a assumir o papel de decisores em circunstâncias semelhantes às do seu dia a dia nas organizações. Os casos constituem desafios que exigem respostas eficazes perante uma análise rigorosa de informação limitada ou até insuficiente, em contextos ambíguos ou complexos do ponto de vista político-económico. O diagnóstico individual e as decisões são negociadas com colegas experientes, talentosos e ambiciosos.

É por isso que a aprendizagem na AESE é inspirada no modelo da Harvard Business School e desenvolvido à imagem do IESE Business School.

Atualmente, o Método do Caso destaca-se como um meio sofisticado, orientado para a transformação de talento potencial dos participantes em poderosa capacidade na tomada de decisões. 


Os casos produzidos pelos professores e participantes dos programas da AESE Business School integram a base de dados da ECCH, o mais utilizado repositório mundial de casos ao serviço das Business Schools internacionais.


Fases do Método do Caso

  • Estudo individual: Leitura e estudo de cada caso, de modo a analisar os factos, alternativas e decisões que nele se desenrolam.
  • Trabalho de grupo: A riqueza deste passo reside no facto de cada um dos participantes apresentar abordagens e soluções com base na sua formação e experiência profissional. As várias abordagens são também uma excelente oportunidade para examinar os diferentes critérios de direção.
  • Sessão geral: Com uma visão mais ampla e já fruto do exame efetuado nas duas fases anteriores, o professor dirige e coordena o debate, sintetiza os aspetos principais do caso, relaciona com as teorias mais significativas, e realça os valores e opções relevantes, atendendo às várias alternativas e aos possíveis critérios de decisão.

    Jogo de Simulação

    Gestão Estratégica de Operações em Contexto Hospitalar*

    O funcionamento dos serviços de saúde em diferentes áreas de atuação (consultas médicas, urgências hospitalares, cirurgia programada, etc.) depende de inúmeras variáveis endógenas e exógenas às organizações intervenientes.

    A melhoria contínua de processos constitui um desafio permanente para os dirigentes das instituições prestadoras de cuidados de saúde, onde o potencial de ganhos de eficiência obtidos através da mobilização de sinergias e da eliminação de desperdícios justificam um esforço permanente de otimização dos sistemas de operações.

    Através de um Jogo que simula o funcionamento de um Serviço de Urgência Hospitalar debater-se-ão erros frequentes na gestão de serviços de saúde, evidenciar-se-ão as principais áreas de melhoria e delinear-se-ão estratégias concretas em prol da eficiência dos processos em presença, visando-se a prestação de serviços de qualidade excecional que permitam melhorar o estado de saúde e a qualidade de vida das pessoas.

    Powered by Bigadvantage®

    *Best Paper Award na 4th International Conference on Organization and Management (ICOM 2019), Abu Dhabi. “Capacity Building: a Case Study in Health Care Operations Management”, em co-autoria dos Profs. Nuno Biga e José Fonseca Pires, da AESE Business School. 

    Parcerias

    Clínica Universidad de Navarra

    O programa internacional de três dias na CUN, uma instituição de referência mundial inserida na estrutura de saúde da Comunidade Autónoma de Navarra, permite que cada participante conheça diferentes culturas institucionais, novas formas de fazer e pensar os pormenores organizacionais, assim como os métodos de gestão inovadores dessa unidade de saúde, a qual prima pela humanização e a qualidade dos serviços que presta.

    Do programa destes dias consta o conhecimento direto de áreas gerais: Internamento, Consultas Externas, Imagiologia, Unidade de Cuida- dos Paliativos, Medicina Familiar, Farmácia Hospitalar, Blocos Operatórios, Serviço de Dietas, Lavandaria, Call Center, etc.. Cada participante pode ainda fazer visitas aos serviços e especialidades do seu interesse particular.

    Para mais informações sobre a Clínica Universidad de Navarra, consulte www.cun.es.

    Empresas patrocinadoras do PADIS
    AMGEN, CSL Behring, Gilead, Merck e Takeda

    Próximas edições e duração

    O PADIS tem 2 edições anuais, cada uma delas composta por 60 sessões. O Programa é compatível com o trabalho profissional, requerendo a presença semanal dos participantes nas sessões de trabalho, durante dois meios-dias.

    O PADIS Lisboa realiza-se de 15 de Setembro a 2 de Dezembro de 2020, à terça-feira à tarde (das 13h00 às 19h30) e à quarta-feira de manhã (das 9h00 às 13h15), no Edifício AESE.

    O PADIS Porto realiza-se de 30 de Setembro a 16 de Dezembro de 2020, à segunda-feira à tarde (das 13h00 às 19h30) e à terça-feira de manhã (das 9h00 às 13h15), no Porto Palácio Congress Hotel & Spa.

    Idiomas

    Português e Castelhano.

    Preço

    7300 € (+ IVA)

    No preço está incluído: documentação, material de apoio, catering, estacionamento, viagens e estadia na Clínica Universidad de Navarra.

    Ficha de inscrição

    Ao proceder à sua inscrição, a AESE fará o tratamento dos dados pessoais, de acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados para, designadamente, elaborar a lista de inscrição, criar crachá e/ou placa de identificação, elaborar a lista de participantes e/ou proceder à respectiva faturação, bem como o registo de imagens e fotografia ou vídeo no âmbito da atividade da AESE.

    * Preenchimento Obrigatório

    Logo contactos

    Contactos

    Mafalda Correia de Sá

    mafaldacsa@aese.pt

    Tlf (+351) 217 221 530

    Contactos

    Mafalda Correia de Sá

    mafaldacsa@aese.pt

    Tlm (+351) 931 304 382

    Tlf (+351) 217 221 530

    Formação Relacionada