A reputação num clima de transição energética - AESE Business School - Formação de Executivos

Notícias > MBA Reconnect com Catarina Barradas, da EDP

A reputação num clima de transição energética

31/01/2024

Energética e comunicativa, Catarina Barradas, Global Chief Marketing Officer da EDP, contagiou os participantes no MBA Reconnect com o seu entusiasmo e experiência. O evento, que teve lugar na AESE, em Lisboa, a 31 de janeiro de 2024, versou sobre o impacto do programa e a sua trajetória profissional, sendo hoje responsável pela gestão da marca global da EDP.

Energética e comunicativa, Catarina Barradas, Global Chief Marketing Officer da EDP, contagiou os participantes no MBA Reconnect com o seu entusiasmo e experiência. O evento, que teve lugar na AESE, em Lisboa, a 31 de janeiro de 2024, versou sobre o impacto do programa e a sua trajetória profissional, sendo hoje responsável pela gestão da marca global da EDP.

Engenheira civil de formação e com o sonho de ser produtora de cinema, é no ioga que consegue recarregar baterias. Depois da passagem pela PT e pela Fox, o onboarding de Catarina Barradas na EDP trouxe um desafio acrescido na apreensão da cultura da empresa, coincidindo com o confinamento pandémico, “uma grande fragmentação da marca” e “um período de grande mudança”, em que “a EDP estava a ser fortemente impactada”.

“O Executive MBA foi uma aprendizagem que me tem acompanhado ao longo da minha carreira e ao qual tento regressar sempre que tenho alguma dúvida.” “O MBA trouxe-me ferramentas, que eu não tinha”, refere a Alumna do AESE Executive MBA, no que respeita a “competências de Finanças, Contabilidade, soft skills e gestão de equipa”, na medida e que o MBA ajuda a estruturar” o conhecimento acumulado e adquirido. “Baseado no Método do caso e em casos práticos”, Catarina Barradas destaca como vantajoso o exercício de “pensarmos, analisarmos e tirarmos ilações.”

“O setor energético assume um papel de destaque no panorama internacional e a EDP também”, com a participação ativa de CEO Miguel Stilwell de Andrade no World Economic Forum e na Cop 28, entre outros espaços de debate e decisão.

“Ainda que a EDP esteja perto de alcançar 100% de notoriedade de marca em Portugal, a notoriedade global é limitada, sendo necessário também o posicionamento de liderança na transição energética e na arquitetura da marca.”

No encontro com os Alumni MBA, a oradora fez incidir a sua apresentação sobre a estratégia corporativa delineada, o processo de rebranding e os eixos de atuação que moldam o propósito da empresa.


Manter a consistência e a coerência da implementação das táticas no terreno com os valores defendidos é uma das suas prioridades, já que entende que a reputação é capital: “a marca não é o que eu digo sobre ela: a marca é aquilo que os consumidores dizem que é.”.