“Criar (mais) valor na vinha e no vinho”, o novo livro dos Professores José Ramalho Fontes e Fernando Bianchi de Aguiar - AESE Business School - Formação de Executivos

Notícias > CV3

Criar (mais) valor na vinha e no vinho, o novo livro dos Professores José Ramalho Fontes e Fernando Bianchi de Aguiar

05/09/2023

Os Professores José Ramalho Fontes, da AESE, e Fernando Bianchi de Aguiar apresentaram o seu mais recente livro, “Criar (mais) valor na vinha e no vinho”, no dia 5 de setembro de 2023, na Agroglobal, em Santarém. No evento participaram cerca de uma centena de dirigentes e executivos do setor, muitos dos quais Alumni da AESE.

Publicada pela Editora Almedina, com a chancela Atual, a obra propõe um enquadramento institucional e empresarial relativamente ao período após a entrada de Portugal na União Europeia, incluindo, os valores económicos principais recolhidos pela PwC.

Neste trabalho, os autores visitam 16 casos de estudo que incidem sobre 18 empresas de referência em Portugal e no mundo: a Aveleda, Bacalhôa, Granvinhos, Sogrape e Symington Family Estates (SFE), a Adega Cooperativa de Pegões, a Adega Cooperativa de Ponte de Lima, a Casa Ermelinda Freitas, a Casa Relvas e a Casa Santos Lima, as 5 empresas dos Douro Boys, a Lavradores de Feitoria e o Grupo Parras.



A origem do livro
Após uma troca de ideias de José Ramalho Fontes e Fernando Bianchi de Aguiar, “concluímos que poderíamos fazer qualquer coisa, casando as minhas intuições e experiência com os seus conhecimentos e prolongada e prestigiada inserção no setor. Desenhamos o projeto CV3, reunimos um Conselho Consultivo, que validou a ideia, e pusemo-nos em campo.

Tornou-se patente que havia necessidade de questionar a competitividade do cluster porque, existiam ideias e bons exemplos para implementar e pessoas e instituições interessadas, assim como a convicção que se poderia ir mais longe. Verificou-se, desde logo, que não seria uma vindima fácil, embora fosse promissora”. O propósito de beneficiar o ecossistema da Vinha e do Vinho com a intensificação da colaboração estruturada entre as várias partes interessadas foi o móbil dos autores e promotores do CV3 – Criar Valor para a Vinha e para o Vinho.


Coube ao Prof. José Ramalho Fontes explicar a forma como o livro foi organizado, desde a escolha dos casos reais, passando pelo comentário dos especialistas do setor e pela visão de futuro que propõe. E a redação do livro em colaboração com o Prof. Fernando Bianchi de Aguiar reflete o contributo que este pretende dar para aumentar a competitividade do ecossistema, o que passa por melhorar a “literacia económica do setor”. No seu entender, “Uma boa gestão é indispensável ao sucesso.” “Mais transparência e melhor informação do mercado” é um dos desafios que falta cumprir, a par de outros destacados na obra.


Francisco Toscano Rico, na abertura da sessão, sublinhou que o valor acrescentado desta obra há de ser ampliado significativamente pelo desejo que a Andovi tem de que o seu conteúdo seja objeto de discussão em muitas das regiões vitivinícolas, suas associadas, para ampliar o seu outcome, o seu impacto como é propósito dos autores.
Manuel Pinheiro e Jorge Dias complementaram a apresentação com a perspetiva pessoal do valor acrescentado que esta publicação traz ao crescimento e à competitividade nas empresas da vinha e do vinho.

O livro “Criar (mais) valor na vinha e no vinho” contou com o impulso de muitas personalidades tais como Jorge Dias e António Oliveira Bessa, António Fontainhas e Emídio Gomes, Bernardo Gouvêa, Rosa Amador e António Brochado Correia, e a colaboração de especialistas, entre os quais António Filipe e os autores dos capítulos das partes A e C.

Também de salientar o patrocínio de: Adega Ponte de Lima, ADVID, Amorim, Casa Relvas, Granvinhos, INCM, Instituto do Vinho e da Vinha , Parras, PwC, Symington e UTAD.



De que trata o livro
Em “Criar (mais) valor na vinha e no vinho”, os vários autores, especialistas nas diferentes áreas, expõem uma visão estratégica sobre a arquitetura do ecossistema do vinho, as suas implicações com a saúde, o enoturismo, uma visão sobre o mercado americano, assim como a sua relação com a criação de conhecimento e com o consumidor.


O livro termina com um olhar sobre o futuro propondo-se uma visão a 10 anos e apresentando as múltiplas vantagens da sua organização como um ecossistema dinâmico e competitivo. Segundo José Ramalho Fontes, “levantar os olhos do dia-a-dia, considerar os amplos horizontes que estão à nossa frente é o desafio que este livro (output) vos deixa, esperando um maior outcome!”


A decisão de lançamento do livro na AGROGLOBAL 2023, coincidiu com o facto de se tratar de um evento com valor acrescentado para o setor agroindustrial português, destinado a todos os intervenientes e interessados no setor alimentar e no seu crescimento.




Sobre os autores

José Ramalho Fontes
Nasceu no Porto em 1949. É licenciado em Engenharia Mecânica pela Universidade do Porto (1971), onde foi assistente de 1971–1974; é especialista em Engenharia e Gestão Industrial pela Ordem dos Engenheiros. ABD no programa de doutoramento em Filosofia da Ação, Universidade de Navarra. ABS/EFMD – Programa Internacional de Deans. Fundador da AESE Business School (1980) e membro da direção desde então; Dean de 2002 – 2014, e Presidente da AESE até à data. Foi o promotor dos programas executivos nas áreas da saúde e da agroindústria, assim como das atividades em Angola.
Professor na área de Operações, Tecnologia e Inovação, desde 1984, na AESE e noutras escolas como IESE, SBS, etc.
Escritor de várias dezenas de casos e vencedor do Prémio FAE/EDP, 2016. Desde 2019, desenvolve o projeto CV3, Criação de Valor na Vinha e no Vinho, uma iniciativa para o desenvolvimento da competitividade do ecossistema da vinha e do vinho, em parceria com universidades, associações profissionais e consultoras.

Fernando Bianchi de Aguiar
Nasceu no Porto em 1950. É licenciado em Agronomia pelo ISA (1974), doutorado em Engenharia Rural pela UTAD (1983) e agregado pelo ISA (2005). Professor associado da UTAD, onde lecionou 34 anos (1975–2009). Diretor do Desenvolvimento Agronómico da Unidade de Biocombustíveis da Galp Energia (2007–2015).
Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural (2002–2004), coordenador da candidatura do Alto Douro Vinhateiro a Património Mundial (1999–2001), presidente da direção do Instituto do Vinho do Porto (1991–1997), diretor executivo da ADVID (1983–1991), Presidente do OIV (1997–2000), presidente do Conselho Técnico-Científico do CERVIM (2003 – 2009). Grã-Cruz da Ordem do Mérito. Officier de l’Ordre du Mérite Agricole. Senhor do Vinho pela Revista de Vinhos (2005).



Artigos relacionados

Um exemplo de colaboração e competitividade dos Alumni AESE na Agroglobal 2023