Notícias > O que os Conselhos de Administração precisam saber sobre a transformação digital

O que os Conselhos de Administração precisam saber sobre a transformação digital

28/11/19, Porto

A transformação digital é um dos temas da atualidade que os Conselhos de Administração não podem ignorar. Torná-lo parte das agendas estratégicas das empresas é um desafio que requer vontade e conhecimento para que a mudança se opere com valor acrescentado para os negócios.

A AESE recebeu no Porto o Prof. Angel Proaño, Professor convidado no IESE Business School, da Universidade de Navarra e na San Telmo Business School, para desenvolver este tema com os Alumni, a 28 de novembro de 2019.

Numa entrevista da AESE paralela ao encontro, o Professor deixou uma proposta de análise e recomendações:

Qual é o papel do Conselho de Administração na transformação digital?


AP: “O Conselho de Administração tem um papel chave no proceso de transformação digital.

Na verdade, o Conselho de Administração, como responsável máximo da estratégia, tem uma função fundamental no estímulo, na supervisão e na gestão dos riscos da transformação digital. Tudo isto tem implicações nas tarefas e na agenda do Conselho de Administração, na sua estrutura, dinâmica de funcionamento e também na sua composição.

Para isso, os membros do Conselho de Administração devem ser capazes de: identificar os assuntos fulcrais para a transformação da sua empresa; determinar as prioridades e os critérios de governo a aplicar; fazer as perguntas adequadas que permitam à organização avançar na direção e no ritmo convenientes; e, por último, é imprescindível que adquiram ou se rodeiem do conhecimento necessário.”

Qual o roadmap que os membros do Conselho de Administração devem ter em conta para um processo de transformação digital bem sucedido nas suas organizações?

AP: “Um roadmap possível para o Conselho de Administração será o seguinte:

1. Analisar as oportunidades e as ameaças que decorrem da transformação digital para o setor no qual a empresa compete e colocá-la em linha com a velocidade a que se espera que a mudança aconteça. Em função de tudo isso, o Conselho de Administração deve decidir o papel da empresa no futuro digital, estabelecendo a estratégia e o ritmo da transformação.
2. Colocar o foco nas questões chave, que são as seguintes:

  • Conectar com o cliente para conhecer a essência daquilo que valoriza e oferecer-lhe uma experiência de primeiro nível;
  • Recriar os business models digitalizando o core business atual, desenvolvendo novos modelos e tomando decisões de investimento;
  • Reavaliar os processos operativos, sincronizando a estratégia e as operações;
  • Reconstruir a organização, adaptando a estrutura organizativa e a cultura da organização ao novo cenário competitivo.
  • E estabelecer os critérios de governo para aplicar a cada uma destas questões chave mencionadas.

3. Definir uma visão de longo prazo (10/15 anos), sem descuidar o curto prazo (6 meses).
4. Medir os avanços na execução, utilizando múltiplos indicadores (KPI).
5. Valorizar o grau de implicação e compromisso do CEO com a transformação digital.

Que sugestões deixa aos Alumni da AESE sobre o processo de tomada de decisões acerca da transformação digital dos negócios?

AP: “A transformação digital está já em marcha nas empresas. Ainda que transformar uma empresa seja sempre um desafio complicado, a transformação digital não é mais (nem menos) do que conseguir que a empresa possa competir melhor utilizando a tecnologia, num contexto VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo) como o atual.

Por isso, a profunda experiência nos negócios de que dispõem muitos conselheiros e dirigentes, continuará a ser muito valiosa e necessária, apesar de não ser suficiente. Logo no processo de tomada de decisão sobre a transformação digital dos negócios, precisam de compreender o que implica e dificilmente poderão fazê-lo se não desenvolverem uma certa inquietude pela digitalização, se não se formarem ou se não incorporarem a tecnologia na sua atividade diária pessoal e profissional.

Em resumo, a transformação das organizações também exige uma certa transformação pessoal dos seus responsáveis máximos.”

A sessão terminou com um período de perguntas e respostas entre o professor convidado e os participantes no evento.