“Precisamos de um choque de gestão” no setor vitivinícola - AESE Business School - Formação de Executivos

Notícias > CV3 – Criar valor na Vinha e nos Vinhos

Precisamos de um choque de gestão no setor vitivinícola

11/10/2023

O livro “Criar (mais) valor na vinha e no vinho” foi apresentado pelos seus autores, os Professores José Ramalho Fontes e Fernando Bianchi de Aguiar, no edifício sede da AESE, em Lisboa. Uma centena de empresários do setor vitivinícola, colegas e amigos acompanharam-nos no dia 11 de outubro de 2023, demonstrando a pertinência do trabalho desenvolvido e do impacto que tem na criação de mais riqueza e competitividade.


A obra com a chancela Atual, da editora Almedina, define uma contextualização institucional e empresarial no período posterior à entrada de Portugal na União Europeia. A análise contemplou ainda os valores económicos reunidos num survey da PwC.


Sendo a AESE “uma instituição vibrante”, fundamentada numa “comunidade de pessoas”, foi com satisfação e alegria que a Dean Maria de Fátima Carioca deu as boas-vindas aos participantes e felicitou os autores pelo empreendimento. Trata-se de um trabalho fruto “da cumplicidade um Professor e um aluno” e de várias empresas do setor. O conteúdo sintetiza “um conhecimento partilhado”, “enraizado na realidade empresarial”, com um teor rigoroso e atual. Este livro trata-se, pois, de um “motor para inspirar e motivar” a fazer-se mais e melhor.


Nas suas páginas podem ler-se as perspetivas de vários autores, especialistas nas diferentes áreas, que dão a conhecer a sua visão estratégica sobre a arquitetura do ecossistema do vinho. Das implicações com a saúde, ao enoturismo, passando por uma visão sobre o mercado americano, a relação com a criação de conhecimento e com o consumidor são alguns dos temas aflorados.


A conclusão da obra aponta na direção do futuro a 10 anos e apresenta múltiplas vantagens da sua organização como um ecossistema dinâmico e competitivo. Como sublinhou José Ramalho Fontes, “há que levantar os olhos do dia-a-dia, considerar os amplos horizontes que estão à nossa frente.” Esse é “o desafio que este livro (output) vos deixa, esperando um maior outcome!” Aos empresários é pedida mais ambição, audácia, associativismo e aprender com as boas práticas de outros setores que souberam aumentar o volume de negócios e o valor das exportações.


Fernando Bianchi de Aguiar destacou o conforto encontrado junto dos empresários, ao longo da investigação, estruturado em relações muito frutuosas e na relevância de trazer à AESE – enquanto academia – a reflexão sobre o setor vitivinícola. Esta área carece de formação e de “literacia económica”, para tomar decisões com “mais cabeça e menos coração”.


O que dizem os empresários sobre o livro
Alexandre Relvas, da Casa Relvas, salientou a “excelente análise do passado e os desafios do setor dos vinhos, no futuro.” A habitual visão macro ganhou, com “Criar mais valor na Vinha e no Vinho” uma perspetiva empresarial muito rica. Concluiu referindo que “precisamos de um choque de gestão” e sugeriu estudar-se o modo como as melhores empresas têm ganho quota de mercado e investigar o que pensam as grandes cadeias de distribuição sobre o tema.


Seguiu-se a intervenção de Jaime Quendera, . Apologista de “vender e vender bem”, apontou a pertinência de “ganhar dimensão e escala, no setor dos vinhos”, assim como da necessidade de produzir e disseminar “mais formação e informação”.


Sobre os autores
José Ramalho Fontes
Nasceu no Porto em 1949. É licenciado em Engenharia Mecânica pela Universidade do Porto (1971), onde foi assistente de 1971–1974; é especialista em Engenharia e Gestão Industrial pela Ordem dos Engenheiros. ABD no programa de doutoramento em Filosofia da Ação, Universidade de Navarra. ABS/EFMD – Programa Internacional de Deans. Fundador da AESE Business School (1980) e membro da direção desde então; Dean de 2002 – 2014, e Presidente da AESE até à data. Foi o promotor dos programas executivos nas áreas da saúde e da agroindústria, assim como das atividades em Angola.
Professor na área de Operações, Tecnologia e Inovação, desde 1984, na AESE e noutras escolas como IESE, SBS, etc.
Escritor de várias dezenas de casos e vencedor do Prémio FAE/EDP, 2016. Desde 2019, desenvolve o projeto CV3, Criação de Valor na Vinha e no Vinho, uma iniciativa para o desenvolvimento da competitividade do ecossistema da vinha e do vinho, em parceria com universidades, associações profissionais e consultoras.

Fernando Bianchi de Aguiar
Nasceu no Porto em 1950. É licenciado em Agronomia pelo ISA (1974), doutorado em Engenharia Rural pela UTAD (1983) e agregado pelo ISA (2005). Professor associado da UTAD, onde lecionou 34 anos (1975–2009). Diretor do Desenvolvimento Agronómico da Unidade de Biocombustíveis da Galp Energia (2007–2015).
Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural (2002–2004), coordenador da candidatura do Alto Douro Vinhateiro a Património Mundial (1999–2001), presidente da direção do Instituto do Vinho do Porto (1991–1997), diretor executivo da ADVID (1983–1991), Presidente do OIV (1997–2000), presidente do Conselho Técnico-Científico do CERVIM (2003 – 2009). Grã-Cruz da Ordem do Mérito. Officier de l’Ordre du Mérite Agricole. Senhor do Vinho pela Revista de Vinhos (2005).