Notícias > Das pessoas certas e qualificadas, à Ética ao serviço da Gestão

Das pessoas certas e qualificadas, à Ética ao serviço da Gestão

21/04/2022

A primeira edição do prémio Aluno Notável, atribuído pelo Agrupamento de Alumni da AESE Business School, foi entregue ao Presidente da Comissão Executiva da CGD – Caixa Geral de Depósitos, Paulo Macedo, a 21 de abril de 2022, no edifício sede da Escola, em Lisboa.


O verdadeiro sucesso da AESE são os seus Alumni
“Hoje, o mundo está cheio de oportunidades e reptos, de pequenos problemas e desafios globais. E para os enfrentar e superar todos somos necessários.” Segundo a declaração dirigida aos participantes pela Dean da AESE Business School, a Prof. Fátima Carioca, “são necessários bons profissionais, boas pessoas: das que contribuem significativamente para as empresas que servem e nas comunidades onde vivem. Mas sobretudo são necessários bons líderes: aqueles que inspiram outros a aspirar ter impacto tanto nas empresas como no mundo. Acredito que estes são os líderes que a AESE sabe preparar” e que são “o verdadeiro sucesso da Escola”. A atribuição do 1.º Prémio Aluno Notável AESE ao Dr. Paulo Macedo, “constitui motivo de grande satisfação e honra para toda a Comunidade AESE. O atual Presidente da Comissão Executiva da CGD e Alumnus do 26.º PADE – Programa de Alta Direção de Empresas da AESE reúne um conjunto de atributos que refletem bem a marca da AESE, como sejam a excelência profissional, a capacidade de inovação, a dimensão social, materializada na sua continuada dedicação ao serviço público e, naturalmente, a sua forte relação com a Escola”.

O Prémio surge como uma iniciativa sonhada e concretizada por António Pita de Abreu, Presidente cessante do Conselho Geral do Agrupamento de Alumni da AESE, que distingue líderes capazes de inspirar outros a aspirarem a forjar um mundo melhor, nas empresas, nas sociedades, em que se inserem.

“Mais do que uma Business School, a AESE é uma escola de dirigentes. Passaram ao longo da sua história uma notável plêiade de dirigentes que influenciaram valiosamente a nossa sociedade. Celebrar esses Dirigentes, para além de um ato de justiça é também uma ação de formação: é mostrá-los como exemplos vivos, como guias. É ensinar boas práticas.”


Foram submetidas 15 candidaturas merecedoras todas elas de destaque. Os critérios contemplados incidiram sobre:
1. o mérito da carreira profissional
2. o impacto da sua atuação profissional na comunidade
3. a capacidade transformacional e de inovação
4. o empenho no Bem Comum, nomeadamente, na Cultura e solidariedade Social
5. a manutenção de boa ligação com a AESE.

“Em cada um dos critérios referidos encontraram-se razões incontornáveis para essa escolha. O mérito, consistente, da sua carreira profissional é demonstrável quer na esfera provada, onde, por exemplo, foi vice-presidente do Millenniumbcp, quer na esfera pública como Diretor-geral dos Impostos e Ministro das Saúde e, num misto das duas, atualmente, na CGD.”


Como homem, António Pita de Abreu fez ainda referência ao facto de ser um homem de missões difíceis, que muitos outros não teriam coragem para aceitar.” ´É “determinado, focado e orientado por objetivos”, um homem direto, valorizador mais da execução do que da especulação”, um trabalhador incansável e de detalhe. É ainda “um homem com densidade cultural, que gosta de poesia, que o tornam.numa pessoa mais completa.”


O vencedor
Ao receber a distinção, Paulo Macedo afirmou: “o meu percurso tem sido pautado pela convicção de que o sucesso das organizações está nas pessoas certas. Na sua permanente qualificação, na sua valorização, na incorporação da Ética ao serviço da Gestão”.


Ao longo do tempo manteve a “permanente vontade de fazer e fazer melhor. O Prémio é um estímulo para continuar a fazer acontecer, rasgar novos horizontes e não para olhar para o prémio com autocomplacência. Prémios assim são muito mais que uma celebração. Trazem uma acrescida responsabilidade. Ou seja, mais trabalho.” E acrescentou: “esta escola foi e é um sítio de aprendizagem, de relações e amizades”. “É, para mim, importante sublinhar a qualidade dos colegas e dos muitos alunos desta casa, para além dos docentes obviamente. Esse é um dado essencial e que deve ser enfatizado.”


Paulo Macedo sublinhou 5 pilares incontornáveis no seu dia a dia:
1. a importância das pessoas. “Todos andamos à procura das pessoas. Como ter nas equipas pessoas que acrescentem mais valor” é a chave do sucesso. “A qualidade dessas pessoas passa pela importância de adquirir novos conhecimentos e de uma constante formação, o que faz de todos nós Alumni em permanência.”
2. a articulação entre a teoria e a prática. “Uma não existe sem a outra. Não basta passar pelas escolas de gestão, por excelentes que sejam, sem o conhecimento que decorre da proximidade aos problemas e  ao conhecimento do funcionamento das organizações (a empresa, o banco, a consultora, a universidade, a seguradora etc.) onde trabalhamos, e aqui a importância impar de uma escola para executivos, como a AESE.”
3. a permanente inovação, exercitando a curiosidade, a imaginação e a visão. “É preciso inovar em produtos, canais, mas cada vez mais em processos, para  apenas podermos permanecer no mercado.”
4. a gestão focada no presente com um olhar no futuro. “Os desafios existem e estão no caminho de todos nós. Importa é como os encaramos e respondemos, de forma a conseguir a sustentabilidade pessoal, das nossas equipas, das organizações e da sociedade.”
5. o arbítrio no seu projeto profissional: “a capacidade que um indivíduo desenvolve de acumular e manter atualizadas as suas competências, o seu conhecimento e a sua rede de relacionamentos, de forma a ter sempre livre arbítrio sobre o seu projeto de carreira. É essencial para assegurar a independência e a existência de escolhas.” E rematou, sustentando que “tem sido uma permanente aprendizagem”.


O Prémio Aluno Notável AESE
O Prémio Aluno Notável visa destacar quem se evidenciou no mundo empresarial e na comunidade em que se insere, no âmbito dos diversos setores de atividade. O propósito de distinguir uma personalidade, evidencia-se um conjunto de atributos que tornam o premiado “distintivo” e celebra o mérito na carreira profissional, a capacidade de empreendedorismo e de inovação, a visibilidade e notoriedade pública, o empenho na Solidariedade Social e, naturalmente, a relação intensa com a instituição que o dirigente ou executivo demonstraram de forma consistente ao longo do tempo.

No dia da entrega do Prémio Aluno Notável AESE, organizou-se a reunião do Conselho geral do Agrupamento de Alumni da AESE, seguido da conferência “Peter Drucker and Managing What’s Next”, fruto da parceria com a Drucker School of Management.


Artigos relacionados
Lições de Peter Ducker para líderes do futuro