Notícias > Harvard Business School há 100 anos a ensinar com o Método do Caso

Harvard Business School há 100 anos a ensinar com o Método do Caso

12/05/2021

A AESE junta-se às comemorações do centenário da Harvard Business School, escola de negócios conhecida mundialmente como uma referência na formação de executivos.


A HBS celebrizou-se com a utilização do #CaseMethod, uma metodologia posteriormente replicada internacionalmente por escolas especializadas no aperfeiçoamento de competências de dirigentes e executivos. O sucesso do Método do Caso prende-se com o facto de permitir aos alunos a compreensão da teoria dos conceitos chave de gestão, assim como do treino das capacidades de escuta ativa, da gestão da informação em tempo real, da argumentação e da tomada de decisões. Todavia, a aprendizagem não se esgota dentro das salas de aula. O recurso aos conhecimentos adquiridos tem provado ser de extrema utilidade, quando um líder se depara com uma situação, para a qual já teve ocasião de se expor e adotar uma estratégia de ação, com a discussão de um business case entre colegas e Professores. “How does it facilitate the moments that both faculty and students remember many years later?” A HBS explica que esta experiência transformadora assenta no facto de que: “The case method is about more than using business cases as a content source or encouraging students to participate in class. Yes, these elements are important. But the case method’s heart lies in its perspective on how students learn, which is quite different from pedagogies that privilege the instructor’s role in imparting wisdom to their students.”


O que há de tão inovador com esta metodologia, decorridos 100 anos da sua aplicação?
“Case method teaching is ultimately about teaching the students, as opposed to teaching the case. Instructors who know their students well are better able to create a learning experience that is genuinely participant-centered. C. Roland Christensen once noted that the art of case method teaching is the ability to ask the right question of the right student at the right time in the right way—a virtually impossible aspiration without deep knowledge of one’s students.”


Para celebrar a redação do 1.º case study “General Shoe Company”, em 1921, a HBS publicou recentemente um artigo sobre o que mudou desde então:
“Cases have changed considerably since General Shoe Company was published. Today, most are much longer than one page. Most include a variety of data and exhibits that are derived from extensive field and secondary research. Many have teaching notes and other supplementary materials such as spreadsheets and data sets. Some contain audio, video, or even virtual reality components.

Then as now, most cases describe an actual decision-making situation that managers have faced. Then as now, most cases place the reader in the proverbial shoes of these managers and ask them to use the information provided in the case to decide what they and their company should do. And then, as now, cases do not provide “the answer” to the challenge at hand—they rely on ensuing discussion and knowledge-sharing among students for the learning to unfold.” Harvard regista que “Today, about 15 million business cases are sold annually to students. Over 50 business schools worldwide now have case collections. Thousands of new cases are written and released every year. These data suggest that even as cases have and will continue to change, the case method has enduring appeal and influence.”


AESE: a 1.ª escola a ensinar com o Método do Caso em Portugal
A AESE, a primeira Business School em Portugal, é herdeira dessa metodologia, utilizada com os Alumni do Executive MBA AESE, dos Programas de Formação de Executivos,  assim como com os participantes nos Short Programs.  São vários os testemunhos de Líderes, Dirigentes e Executivos, deixados ao longo dos 40 anos da AESE, a corroborarem o benefício deste Método do Caso no exercício contínuo de tomada de decisões, em contextos de incerteza e escassez de informação.


O que dizem os Alumni da AESE sobre o Método do Caso?

Ana Seabra Brito | Senior Manager, Deloitte
“O Executive MBA AESE mudou radicalmente a forma como encaro os desafios profissionais: o facto de analisarmos inúmeros casos reais de sucesso e de insucesso através do Método do Caso dá-nos uma enorme capacidade de análise e resolução dos nossos problemas e oportunidades profissionais. Os pontos que mais destaco do MBA da AESE são: ser um MBA internacional, com semanas no estrangeiro; a qualidade da equipa de professores e convidados, composta por docentes com vários anos de experiência e empresários de sucesso; e a utilização do Método do Caso, que é, em minha opinião, a forma mais eficaz de aprender.”


António Gameiro Marques | Secretário-Geral Adjunto do Ministério da Defesa Nacional
“Hoje posso dizer que o PADE excedeu completamente as minhas expectativas. E excedeu porque o Programa que frequentei era composto por pessoas com uma rica experiência de alta direção em áreas muito heterogéneas, mas com muita vontade de construtivamente partilhar essas experiências, quer em discussão na aula, quer em grupo, designadamente na forma como se debatem os casos que constituem o fulcro deste Programa. 


Bruno Baldeante da Costa | International Commercial Director, Leche Pascual
“A experiência do método do caso é realmente diferenciadora e enriquecedora, colocando-nos continuamente perante tomadas de decisões reais e atuais, o que nos permite extrapolar para as nossas realidades profissionais toda a riqueza dos casos em estudo. ”  


Dulce Mota | Presidente da Comissão Executiva do Banco Montepio
“A diversidade e oportunidade dos temas tratados, juntamente com a qualidade e metodologia da sua abordagem, constituíram efetivas mais valias para a minha formação.”


João Virott da Costa | Managing Partner da Bright Partners
“Não tenho qualquer dúvida em afirmar que valeu bem a pena fazer o PADE! A partilha de experiências e a solidariedade dos colegas cuidadosamente selecionados, o nível extraordinário do corpo docente e dos conferencistas, o conjunto de pessoas dedicadas que se vê que adoram o que fazem, uma organização impecável, uma metodologia muito adaptada à maturidade dos participantes, com conteúdos atuais e de grande qualidade, foram determinantes para fazer sobressair o que existe de melhor em cada um de nós, resultando numa maior consciência do “essencial” e do “valor”.”


Miguel Guimarães | Bastonário da Ordem dos Médicos
“Participar no PADIS foi uma experiência francamente enriquecedora. O “Método do Caso” confronta-nos com questões – por vezes verdadeiros dilemas – nas áreas de organização, gestão e estratégia.”


Susana Arié | Brand Manager at Perfumes & Companhia
“The case method and the sharing of experiences with participants from different professional career paths were invaluable in the learning process. Clearly, the sum of the different experiences enabled me to expand my knowledge and to gain a capacity to look at a business with a more global and more critical vision.”